Entrevista com estudante que tentou o vestibular de medicina por 9 anos


Para quem assume ser um vestibulando de medicina típico, enfrentar vários vestibulares e precisar encarar resultados não tão satisfatórios acabou por se tornar, talvez infelizmente, parte do cotidiano. “Talvez infelizmente” porque, apesar de todos os entraves, ainda há quem tome as dificuldades como um impulso para seguir em frente, sempre à procura do sonho de um dia se tornar um médico competente.
Entre tais guerreiros, foi encontrada Amanda Moura, estudante que tentou o vestibular de medicina por NOVE ANOS até conseguir ser aprovada em uma universidade pública. Creio que grande parte dos vestibulandos de medicina já tenha tomado conhecimento do texto que a própria Amanda escreveu, no início do ano. Nele, ela narra como foram seus anos de vestibulanda e como conseguiu reunir forças para seguir em frente, mesmo precisando enfrentar inúmeros “baldes d’água”. O texto escrito pela Amanda está logo abaixo, seguido de uma entrevista feita com ela.
2fdd4333d11a70a7cbead527cf32d2b0

Texto na íntegra:

 

“9 NOVE ANOS DE PERSISTÊNCIA! FINALMENTE,CONSEGUIIIIIII

Espero que minha história sirva de exemplo para muitos sonhadores…NUNCA DESISTAM DOS SEUS SONHOS!tudo tem sua hora. Gente,fui aluna de uma escola pública muito ruim da qual sai ao menos sem saber resolver uma simples adição de fração e olha que eu era a melhor do colégio!Não sabia o que era o vestibular e não tinha ninguém que me orientasse,afinal meus pais não terminaram o ensino fundamental e também não sabiam o que era esse tal de vestibular.

Bom,mas eu sempre fui uma pessoa curiosa e perguntava às professoras da escola o que eu deveria fazer para poder cursar medicina…bom,todas me falaram do vestibular mas com aquela cara de:minha filha você nunca vai conseguir!claro,sabiam que eu não tinha condições financeiras suficientes ,mas isso para mim não era nada…ironia do destino ou não minha avó ficou doente e quem a levava no hospital era eu!adorava , porque sempre tentava conversar com os médicos dela sobre o vestibular e o que eu deveria fazer para passar no vestibular de medicina ,perguntava se eles conheciam alguém que podia me orientar e me ajudar…dr Leonardo Borges,médico da minha avó na época,residente do Getúlio Vargas me falou sobre Fernandinho e só me disse que ficava perto do internacional,bom eu nem sabia onde era o internacional mas peguei um ônibus e perguntei onde era, quando eu vi o nome Fernandinho e Cia ,que na época tinha na frente do curso em um muro,meus olhos brilharam e acendeu no meu coração a esperança de fazer medicina um dia.entrei no curso sem conhecer ninguém e a primeira pessoa com quem tive contato foi PATRICIA BELTRÃO, que em 2002 era psicóloga do curso,hoje é professora de espanhol,meu Deus me lembro como hoje,ela me deu as primeiras orientações sobre o que fazer…PATRICIA,MUITO OBRIGADA POR TUDO,EU AMO MUITO VOCÊ!cheguei em casa feliz da vida contando o que tinha acontecido e levei um esporro da minha mãe,pois na cabeça dela eu não tinha nada que ter feito isso…ela não entendia o quanto era importante para mim,mas não importava eu queria e ia conseguir um dia fazer medicina!como tive as informações do que fazer no final de 2002,só pude ir em busca de bolsa de estudos em 2003!Em 2003 eu era terceiranista,só consegui duas matérias isoladas,mas consegui!meus primeiros dias de aula sentava lá na frente,depois passei a sentar no fundão,pois eu não conseguia acompanhar e ficava a aula toda chorando!meus primeiros vestibulares foram terríveis, levava sempre ponto de corte em alguma matéria,pois além de todas as dificuldades em acompanhar os cursos nos quais eu conseguia bolsa,eu tinha que estudar sozinha as matérias que eu não conseguia ajuda!Afinal,muitos professores davam bolsas de estudos pela nota de vestibulares anteriores e eu só tinha a minha vontade de aprender!Foi muito difícil minha caminhada,pois mesmo tendo me dado esporro por ter ido atrás de ajuda para fazer o vestibular,minha mãe me apoiou nos primeiros anos,meu pai pagava minha passagem,dava o dinheiro de um lanche,mas depois de 4-5 anos mandaram eu desistir diziam que eu não ia conseguir e que eu tinha que ajudar nas despesas de casa,nesse momento tive que ser muito forte,pois quando eu começava a construir um pouco da minha base não tinha mais apoio dos meus pais…mas DEUS colocou e coloca muitos anjos na minha vida…fiz amigas nos cursinhos que viam meu desespero para aprender as matérias e a falta de apoio em casa.Sou muito grata a dona Marisa Nunes,mãe da minha amiga Cynthia Nunes,que me acolheu em sua casa quando não dava para eu ir para casa quando me faltava dinheiro de passagem,já que ela morava perto do curso dava para ir andando p casa dela.Em 2007acho que foi o primeiro ano que consegui bolsa de estudos em todas as matérias,finalmente eu ia fazer um “ensino médio” de verdade!já tinha noção mais ou menos de como estudar mas foi nesse curso que ganhei disciplina e vi que estudar para medicina era muito mais difícil do que pensei,bom pelo menos ai já não levava mais ponto de corte no vestibular ,mas minhas notas continuavam baixas ainda faltava muito para conseguir ser aprovada…em 2008 não consegui de novo,minhas amigas que me ajudavam passaram todas e eu fiquei “sozinha”cada ano
que passava as dificuldades aumentavam ainda mais,cheguei a ser até expulsa de casa pelo meu pai, porque eu não queria desistir desse sonho que ele achava que era impossível de se realizar…não cheguei a sair de casa,passei uma semana na casa de uma professora,mas apesar do clima pesado em casa,voltei e enfrentei tudo e todos e disse mais uma vez que continuaria tentando medicina independente de qualquer coisa.sem apoio nenhum comecei a procurar alunos para dar aulas particulares par conseguir minha passagem e lanches…o primeiro ano em que cheguei mais perto no vestibular foi 2010 quando fiquei na posição 13 no vestibular,me enchi de esperança,porque no ano anterior tinham sido remanejados 24 cotistas ,mas no ano de 2010 só foram remanejados 8!no ano passado fiquei na posição 7 mas não quis me empolgar tanto,porque já tinha sofrido muito no ano anterior com o remanejamento…forma muitas noites sem dormir…enfim começava a perder minhas esperanças e a desacreditar em mim mesma.mas…Descobri que haviam coincidências no seriado e tradicional da upe ,através do GARE,que me deu todo o apoio quando eu não acreditava mais que iria conseguir,e que alguns cotistas passaram na UFPE totalizando seis cotistas ,ou seja,faltava uma pessoa para eu ser remanejada,depois desse dia não conseguia dormir nem comer direito…bom em janeiro foram remanejados seis cotistas e eu literalmente fiquei na porta…desesperada pedi que Deus me desse uma luz e me ajudasse,pois eu já estava fraca e não agüentava mais tentar vestibular,pois nem sempre me mantive forte,eu sofri muito para manter minha cabeça erguida depois de tantos vestibulares…finalmente apareceu uma luz…vi que a próxima pessoa a ser remanejada no vestibular seriado da upe era uma cotista que já tinha sido aprovada no vestibular tradicional,ou seja,ela deveria se matricular no seriado,segundo o edita,l mas como ela não ia ser remanejada automaticamente ela deveria ir se matricular novamente, mas a menina não queria se matricular no seriado,porque quem iria ser remanejada no seriado era uma amiga dela…mais noites sem dormir…e mais uma luz,consegui achar um cotista ilegal!pronto dependia de um desses casos para poder entrar,mas quanta angustia não sabia se as provas contra o cotista ilegal eram suficientes nem sabia se a garota iria se matricular mesmo no seriado…finalmente chegou o dia da matricula e eu via a garota passar na minha frente com o pai da amiga dela que está na lista de espera no seriado,tentando não se matricular no seriado para que a amiga fosse remanejada e não eu,meu Deus como eu chorava,mas eu estava rodeada de anjos do gare que me deram toda a força e não me deixaram baixar a cabeça em momento algum…gente,depois de uma hora para cima e para baixo essa menina entrou na sala de matricula do seriado e a fez,não consegui acreditar ainda que iria ser remanejada, mas pouco tempo depois o cotista ilegal apareceu para fazer a matricula e minhas provas contra ele foram suficientes a ponto de ele não conseguir se matricular!finalmente consegui resolver os casos!finalmente consegui ser remanejada!já estou na universidade mas não acredito ainda que consegui,pois foram tantos anos de luta…tantas portas se fecharam quando eu mais precisei…mas consegui e devo isso a ROSÁRIO SÁ BARRETO,WALTER LAFAYETTE,BILL AFONSO,THATIANA STANFORD,LEONARDO LYRA ,FERNANDO BELTRÃO E CIA,ALEXANDRE BELTRÃO,MARCOS BARROS ,NILSON LOURENÇO,WAGNER ROCHA,MÁRCIO LUCENA,PATRICIA BELTRÃO,FÁTIMA AMARAL,JOSÉ ALVINO,FRANCISCO SÁ BARRETO E SEU OSVALDO,ARTHUR COSTA,OBRIGADA A TODOS QUE ACREDITARAM EM MIM!QUE DEUS ILUMINE A TODOS SEMPRE…agradeço também aos meus pais mesmo tendo desacreditado em mim,não é culpa deles…eles só queriam me ver feliz…agradeço também ao meu namorado VINICIUS GUERRA que há 4 anos tem me dado todo o apoio que preciso com sua paciência e carinho…obrigada GARE,obrigada professora DEUZANY LEÃO,OBRIGADA A TODOS QUE FIZERAM PARTE DA MINHA HISTÓRIA…e se eu tivesse que voltar ao tempo,juro,faria tudo de novo!’

 

ENTREVISTA COM AMANDA

[SITE] Amanda, qual sua principal motivação para continuar perseguindo seus sonhos, apesar dos entraves?
[AMANDA] MINHA VONTADE DE VENCER, DE SER MÉDICA ACHO QUE MEU PRÓPRIO SONHO FOI MINHA MAIOR MOTIVAÇÃO
[SITE] Já considerou alguma vez a ideia de desistir?
[AMANDA] SIM, NO INICIO DE 2012, MAS MESMO ASSIM JÁ ESTAVA MATRICULADA NO CURSINHO DE NOVO
[SITE] Como conseguia manter o foco diante de tantas dificuldades?
[AMANDA] COM FÉ E ESPERANÇA DE QUE UM DIA CONSEGUIRIA
[SITE] Tinha um horário de estudos fixo? Estudava quantas horas por dia?
[AMANDA] SEMPRE TENTEI TER HORÁRIOS FIXOS, MAS QUANDO PERCEBI QUE NÃO CONSEGUIA SEGUIR RIGOROSAMENTE CONTINUEI COM O HORÁRIO MAS SÓ SEGUINDO A CARGA HORÁRIA QUE EU COLOCAVA NELES.SE TIPO TIVESSE FISICA NUM DETERMINADO HORÁRIO E EU NÃO QUISESSE ESTUDAR FISICA NAQUELE MOMENTO EU TROCAVA O HORÁRIO DE FISICA POR UMA OUTRA MATÉRIA QUE EU ESTIVESSE COM VONTADE DE ESTUDAR. E ESTUDAVA FISICA NO HORÁRIO DA MATÉRIA QUE EU JÁ HAVIA ESTUDADO
[SITE] Acho que o texto a seguir lembra bastante a sua história. Consegue se identificar ao ler o mesmo? Quais sensações são despertadas? “Às vezes o caminhar é lento, mas o importante é não parar. Mesmo um pequeno progresso é um avanço na direção certa. E qualquer um é capaz de fazer um pequeno progresso. Se você não pode conquistar algo importante hoje, conquiste algo menor. O que de manhã parecia fora do alcance, pode ficar mais próximo à tarde se você continuar em frente. O tempo que usar trabalhando com paixão e intensidade aproximará você do seu objetivo. É bem mais difícil começar de novo se você pára completamente. Então, continue em frente. Não desperdice a chance que você mesmo criou. Existe algo que pode ser feito agora mesmo, ainda hoje. Pode não ser muito, mas fará com que você continue no jogo. Caminhe rápido enquanto puder. Caminhe lentamente quando for preciso. Mas, seja o que for, continue andando.”
[AMANDA] SE EU CONSIGO ME IDENTIFICAR? ESSE TEXTO SOU EU KKKKKK, MINHA HISTÓRIA.INCLUSIVE EU SEMPRE PENSEI NA FRASE “É BEM MAIS DIFÍCIL COMEÇAR DE NOVO SE VOCÊ PARA COMPLETAMENTE” RS EU TINHA MEDO DE FAZER OUTRO CURSO POR ISSO MESMO, POIS EU TINHA MEDO DE ME FORMAR EM OUTRA COISA E NÃO TER FORÇAS PARA VOLTAR E CONTINUAR TUDO DE NOVO
[SITE] Procurou alguma fonte religiosa para se apoiar durante esse período? Acha que isso acrescenta forças ao candidato ou prefere acreditar que tudo só depende do seu próprio esforço?
[AMANDA] NÃO ACHO QUE DEPENDE SOMENTE DO NOSSO ESFORÇO NÃO. EU ACREDITO MUITO EM DEUS! E SABIA QUE ELE ESTAVA ASSISTINDO A TUDO E ME DANDO O SUPORTE QUE EU PRECISAVA QUE ERA FORÇA E FÉ NAS HORAS DIFÍCEIS. NÃO PROCURAVA FONTES RELIGIOSAS NÃO EU CONVERSAVA COM DEUS TODA NOITE NO MEU QUARTO E NÃO PEDIA MEU NOME NO LISTÃO NÃO, PORQUE TODOS NÓS SOMOS FILHOS DELE SERIA INJUSTO SE ELE DESSE VAGA A ALGUNS E A OUTROS NÃO. ELE NÃO DÁ A VAGA ELE NOS DÁ OS SUPORTES… FÉ QUANDO NÓS DESACREDITAMOS NELE, FORÇA QUANDO ESTAMOS FRACOS E ESPERANÇA QUANDO ACHAMOS QUE NÃO VAMOS CONSEGUIR.
[SITE] Sua família sempre a apoiou na busca por esse sonho ou chegou um ponto que não encontrou esse abrigo familiar?
[AMANDA] MINHA FAMILIA ME APOIOU ATÉ UNS 4 ANOS DE VESTIBULAR! DEPOIS NÃO
[SITE] Agora que já está cursando Medicina, qual a impressão que está tendo do curso? Preencheu suas expectativas?
[AMANDA] EU ESTOU MUITO FELIZ. NÃO SE PODE FALAR MUITO DO CURSO NO INICIO , PORQUE TEM O PROCESSO DE ADAPTAÇÃO À FACULDADE E NÓS SÓ ESTAMOS VENDO O BÁSICO. MAS EU ESTOU MUITO FELIZ MESMO.
[SITE] Qual especialização pensa em seguir? Por quê?
[AMANDA] NÃO SEI AINDA QUAL ESPECIALIDADE QUE VOU SEGUIR, PORQUE EU GOSTO MUITO DE TUDO…
[SITE] Como era a sua vida social enquanto vestibulanda de medicina? E agora, enquanto acadêmica?
[AMANDA] COMPLICADA E MUITO CORRIDA.KKKKKKKK VESTIBULANDA: ACORDAVA, IA PARA O CURSINHO PASSAVA O DIA TODO LÁ ESTUDANDO E SÓ IA PARA CASA DORMIR!
FACULDADE: ACORDO, VOU PRA FACULDADE, PASSO O DIA TODO ESTUDANDO E TENDO AULA,DOU AULA PARTICULAR QUANDO SAIO DA FACUL, VOU PRA CASA ME DIVIDIR ENTRE ESTUDAR E DORMIR( QUANDO DÁ KKKKKK )

[SITE] Sente orgulho do caminho que traçou até chegar à faculdade de medicina?
[AMANDA] MUITO
[SITE] Há algum episódio em especial que você ainda lembra por ter causado a nítida impressão que não conseguiria mais? Qual foi?
[AMANDA] NÃO, SEMPRE SOUBE QUE EU CONSEGUIRIA MESMO QUE FOSSE TARDE E OLHA Q FOI BEM TARDE NÉ KKKK AI MEU DEUS QUANDO EU PENSO NOS 9 ANOS
[SITE] Qual sua impressão sobre a educação pública que o Brasil tem hoje? É suficiente para transformar estudantes em médicos ou você considera que seu esforço contínuo foi a verdadeira causa para passar no vestibular?
[AMANDA] MINHA IMPRESSÃO É UMA DAS PIORES POIS SEMPRE FUI DE ESCOLA PÚBLICA E UMA DAS MELHORES E OLHA AI NO QUE DEU. MEU ESFORÇO FOI A CAUSA DA MINHA APROVAÇÃO SIM ISSO É UM FATO. O BRASIL TENTA CONSERTAR ISSO COM O SISTEMA DE COTAS E NÃO DÁ CONDIÇÕES AOS ESTUDANTES PARA PODEREM INGRESSAR NAS UNIVERSIDADES SEM ESSAS.SOU A FAVOR DAS COTAS SIM , MAS A CURTO PRAZO, TEMOS QUE MELHORAR AS ESCOLAS.MAS AI MELHORAMOS AS ESCOLAS E O DESEMPENHO DE SEUS ALUNOS HOJE E O QUE FARÍAMOS COM AS PESSOAS QUE JÁ SAÍRAM DAS ESCOLAS? ERA PARA ISSO QUE DEVERIA SERVIR AS COTAS PARA AJUDAR AS PESSOAS QUE JÁ SAÍRAM E FORAM PREJUDICADAS.
[SITE] Qual mensagem gostaria de deixar aos vestibulandos que, assim como você, sentiram (ou ainda sentem) a rotina de um vestibulando de medicina típico?
[AMANDA] QUERER É PODER!” E SE SACRIFÍCIO FOSSE FÁCIL SE CHAMAVA SACRIFÁCIL” NUNCAAAAAAA DESISTAM DOS SEUS SONHOS
[SITE] Amanda, obrigada por ceder essa entrevista e muito sucesso na sua vida acadêmica – e, em breve, na profissional. Pode ter certeza que a sua história inspirou muita gente desde aquele dia que foi divulgada na internet. Todo sucesso do mundo. Esperamos que continue sempre tão perseverante para continuar alcançando seus objetivos.

Os comentários estão fechados.